Série de vídeos de divulgação produzida pelo CDMF ultrapassa o 200º episódio

ClickCiência busca ampliar visibilidade e disseminação do conhecimento científico

A série de vídeos ClickCiência, produzida na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), acaba de ultrapassar a marca dos 200 episódios publicados, o que significa que a produção apoiou a divulgação do trabalho de cerca de 200 pesquisadores da Instituição. ClickCiência é produzida desde 2014 pelo Laboratório Aberto de Interatividade para a Disseminação do Conhecimento Científico e Tecnológico (LAbI) da UFSCar, em parceria com o Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF).

Os episódios de ClickCiência têm cerca de cinco minutos de duração, nos quais o próprio pesquisador fala sobre o trabalho que realiza. Os vídeos são divulgados no site do LAbI (em www.labi.ufscar.br) e, também, nas redes sociais do Laboratório (YouTube, no canal “ClickCiência”; Facebook e Twitter), o que amplia significativamente o seu alcance. “É muito interessante perceber, no Facebook, por exemplo, os diferentes caminhos que cada vídeo percorre. Nós ou, às vezes, o próprio pesquisador, inserimos os episódios em grupos e redes específicos, próprios de cada área do conhecimento ou campo temático, e, em cada um deles, o  diálogo resultante tem as suas características próprias”, conta o Coordenador de Conteúdo do LAbI, Tárcio Minto Fabrício.

Em 2017, a série passou a ser divulgada também por parceiros do LAbI, a revista de divulgação científica Galileu – que compartilha os episódios em seu Facebook – e a Agência Fapesp – que compartilha os vídeos em seu site e, também, nos boletins que encaminha diariamente por e-mail. “Essas parcerias elevaram a possibilidade de divulgarmos as pesquisas desenvolvidas na UFSCar a um novo patamar, ampliando e diversificando muito o público que conseguimos atingir. Ganha a Universidade, ganham as pessoas que têm novas oportunidades de acesso ao conhecimento, ganham os pesquisadores, não só pela visibilidade de seu trabalho, mas também por essa oportunidade de exercitar a linguagem da divulgação ampla dos estudos que realizam”, avalia o Coordenador Geral do LAbI, Adilson de Oliveira, que é docente do Departamento de Física da UFSCar.

A série de vídeos é também um campo fértil para a experimentação. Um dos seus desdobramentos é a versão “ClickCiência – Pós-graduação”, que confere a estudantes de pós-graduação a oportunidade de falarem sobre as suas pesquisas. Outros episódios, sobre pesquisas realizadas por docentes do curso de graduação em Tradução e Interpretação em Libras/Língua Portuguesa da UFSCar, ofereceram a oportunidade de estudantes do curso exercitarem a interpretação para a Língua Brasileira de Sinais. “A série está na origem do Laboratório, que está completando 10
anos, já que nossa primeira publicação chamava ClickCiência. Nosso trabalho foi se transformando ao longo desses anos, a partir dos resultados obtidos e do nosso aprendizado, e fomos consolidando uma metodologia própria de divulgação científica. Então, estou certa de que ainda experimentaremos bastante, mas ficamos muito felizes e orgulhosos com essa marca dos 200 estudos divulgados”, registra Mariana Pezzo, Coordenadora Executiva do LAbI.

Toda a produção pode ser conferida a partir do site do LAbI. O contato com o Laboratório também pode ser feito pelo e-mail clickciencia@ufscar.br.

LAbI UFSCar
Sobre LAbI UFSCar 54 Artigos
O Laboratório Aberto de Interatividade para Disseminação do Conhecimento Científico e Tecnológico (LAbI), vinculado à Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), é voltado à prática da divulgação científica pautada na interatividade; nas relações entre Ciência, Arte e Tecnologia.