Cerimônia de posse da nova direção do Instituto de Química da Unesp

Professores Eduardo Maffud Cilli e Dulce Helena Siqueira Silva são os novos Diretor e Vice-Diretora

O Instituto de Química do Câmpus de Araraquara da Unesp (IQAr) realiza, nesta sexta-feira, dia 18, às 10 horas, no auditório “Prof. Dr. Waldemar Saffioti”, em sessão solene da Congregação, a cerimônia de transmissão e posse das funções de Diretor e Vice-Diretora aos Professores Doutores Eduardo Maffud Cilli e Dulce Helena Siqueira Silva, respectivamente.

Os eleitos

Eduardo Maffud Cilli possui graduação em Bacharelado em Química pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1989), mestrado em Biologia Molecular pela Universidade Federal de São Paulo (1993) e doutorado em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo (1997). É professor adjunto e Vice-diretor da Diretoria cessante do IQAr/Unesp. Tem experiência na área de Bioquímica, com ênfase em Proteínas, atuando principalmente nos seguintes temas: peptídeos, suporte sólido, síntese em fase sólida, fluorescência, EPR e RMN.

Dulce Helena Siqueira Silva possui graduação em Engenharia Química pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (1987), mestrado em Química Orgânica/Produtos Naturais pela Universidade de São Paulo (1993) e doutorado em Ciências, área de concentração: Química Orgânica/Produtos Naturais, pela Universidade de São Paulo (1997). Realizou estágio de pós-doutoramento na Michigan State University (MSU), no laboratório Bioactive Natural Products and Phytoceuticals – BNPP (2002-2003). É professora adjunta no IQAr/Unesp, com defesa da tese de Livre-docência em 2006, e coordenou o Programa de Pós-graduação em Química de 2013 a 2016. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Química dos Produtos Naturais com destaque para os temas: quimioprevenção, antioxidantes, microrganismos marinhos, RMN e cromatografia.

Instituto de Química

O Instituto de Química mantém cursos de Graduação nas áreas de Química e Engenharia Química e programas de Pós-Graduação em Química e em Biotecnologia, com qualidade reconhecida nos órgãos supervisores governamentais e não governamentais. Os cursos de Graduação: Bacharelado em Química, Bacharelado em Química Tecnológica e Engenharia Química, implantado em 2013, são oferecidos no período diurno em tempo integral. O Curso de Licenciatura em Química é oferecido no período noturno. Portanto, o Instituto mantém atividades nos três períodos.

Em 2015, o Instituto de Química foi responsável pela formação de 142 profissionais, sendo 53 na Graduação (36 Bacharéis e 17 Licenciados) e 89 na Pós-Graduação (48 mestres e 41 doutores), contribuindo fortemente para a formação de recursos humanos altamente qualificados. Em 2016 foram 564 alunos matriculados nos cursos de graduação, sendo 408 na área de Química (Bacharelado e Licenciatura) e 156 na área de Engenharia Química (Bacharelado). Nos Programas de Pós-Graduação foram 460 alunos matriculados.

No Instituto de Química também são ministradas aulas em disciplinas básicas (teóricas e práticas) que compõem a  estrutura curricular de cursos de graduação de outras Unidades da Unesp como os cursos de Farmácia-Bioquímica (integral e noturno) e o curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia (integral), da Faculdade de Ciências Farmacêuticas e, ainda, a disciplina de  Bioquímica para o curso de Odontologia (integral) da Faculdade de Odontologia, ambas Unidades da Unesp/câmpus de Araraquara.

O Instituto de Química, com um corpo docente altamente qualificado (100% com o título mínimo de Doutor – 49 Doutores, 19 Livres-docentes e 15 Titulares), tem desenvolvido projetos de pesquisa básica e aplicada, em diversas linhas de pesquisa, através de auxílios financeiros obtidos de diferentes agências de fomento, tais como: FAPESP, CNPq, FINEP, CAPES, ANP e CEE. Desenvolvem, também, programas especiais como o PRONEX, CTPetro (recursos da união e fundos setoriais), GENOMA, BIOTA-BIOPROSPECTA, BIOEN e CEPID (recursos estaduais) que são resultantes dos esforços envidados pelos docentes-orientadores e pelas coordenações dos programas de Pós-Graduação. Os diferentes grupos de pesquisa existentes no Instituto desenvolvem projetos aplicados por meio de convênio com empresas, além de projetos em parceria com importantes Universidades estrangeiras com forte viés inovativo, e ainda projetos contratados por organizações governamentais, como a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), para monitoramento da qualidade de combustível, que se iniciou em 2001.

Cabe ressaltar também que, no Instituto de Química, a utilização dos recursos públicos não tem apenas permitido o crescimento quantitativo de todas as atividades, mas, sobretudo, o crescimento qualitativo do Ensino de Graduação. Os cursos de Graduação e Pós-Graduação oferecidos pelo Instituto de Química são sistematicamente bem avaliados por instituições externas, estando inseridos dentre os melhores cursos do País. Além disso, o curso Bacharelado em Química é destaque no Guia do Estudante (GE) – Editora Abril, desde 2005, obtendo nota a máxima na avaliação de cursos  superiores, fazendo jus ao selo de qualidade “Melhores Universidades”.

Nas avaliações da CAPES, o Programa de Pós-Graduação em Química obteve o conceito 7 (nota máxima) no triênio 2004-2006; no triênio 2007-2009, conceito 6; e em 2010-2012, conceito 7. Isto o qualifica como sendo de excelência e propicia o reconhecimento nacional e internacional do nível do Programa. O Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia, obteve conceito 5, também avaliado como muito bom, na avaliação da CAPES no triênio 2010-2012.

Outras informações:
diretor@iq.unesp.br
(16) 3301-9695 – Gustavo

Foto: Vinícius Lemes/Unesp

Amanda Murgo
Sobre Amanda Murgo 134 Artigos
Educadora do Laboratório de Difusão Científica (LaDiC) do Grupo Crescimento de Cristais e Materiais Cerâmicos (CCMC/IFSC/USP) no âmbito das ações de Difusão Científica do CDMF. Assessora de Comunicação do CCMC/LaDiC/CDMF desde 2010. Bacharel em Filosofia pela Universidade Federal de São Carlos com estágio no Projeto "História da Ciência e Meio Ambiente - as demandas por energia através da História" (CCMC/IFSC/USP/CDMF) de abril de 2013 a julho de 2014. Atua ministrando cursos de Educação Ambiental em escolas de Rede Básica de Ensino e Educadores com a temática pelo CDMF até os dias atuais.