Resultados de cooperação internacional do CDMF são destaque na imprensa regional

Coordenadora de Pesquisa do CDMF fala sobre a importância dos projetos desenvolvidos em parceria com outros países

Com informações do IDNews

 Maria Aparecida Zaghete Bertochi, professora do Instituto de Química da Unesp, Câmpus de Araraquara, destaca a relevância de pesquisas desenvolvidas por meio de projetos de cooperação internacional no âmbito do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) apoiados pela FAPESP.

Coordenadora de Pesquisa do CDMF,  Zaghete enfatiza o artigo Chiromagnetic nanoparticles and gel, publicado no dia 18 de janeiro pela revista Science, resultado de uma colaboração internacional iniciada há três anos que reúne pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e University of Michigan, nos Estados Unidos, por meio dos grupos liderados por André Farias de Moura e Nicholas Kotov, respectivamente. Moura é pesquisador do CDMF.

“A publicação do artigo na Science, uma das revistas acadêmicas mais prestigiadas do mundo, traz o reflexo e o reconhecimento do esforço dos pesquisadores do CDMF para desenvolver ciência de alta qualidade que, para tanto, tem promovido a cooperação internacional com universidades e centros de pesquisas renomados”, disse.

Como destaca o prof. André, parte essencial desta pesquisa foi desenvolvida na UFSCar e envolve a modelagem que permite detalhar as ligações moleculares assim como nos dá ideia precisa do comportamento da estrutura e dos elétrons quando absorvem luz. “O estudo teórico e a modelagem é um das áreas de pesquisa que o CDMF tem investido fortemente, pois quando se trata de materiais nanométricos conhecer a energia envolvida na formação dos clusters é indispensável para se chegar a resultados inéditos e reprodutíveis como os agora publicados”, comenta.

A Coordenadora de Pesquisa do CDMF explica que este estudo de compostos cerâmicos magnéticos e moléculas orgânicas quirais (uma molécula ou objeto é quiral quando não pode ser sobreposto à sua imagem especular) abre um vasto campo de aplicações futuras como, por exemplo, em conexões entre fibras óticas, displays 3D e também abre novo campo de pesquisa na busca outros materiais com comportamento semelhante. “Parabenizamos ao professor Andre pela brilhante conquista”, finaliza.

Reportagem original AQUI

LAbI UFSCar
Sobre LAbI UFSCar 107 Artigos
O Laboratório Aberto de Interatividade para Disseminação do Conhecimento Científico e Tecnológico (LAbI), vinculado à Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), é voltado à prática da divulgação científica pautada na interatividade; nas relações entre Ciência, Arte e Tecnologia.