CDMF firma parceria em pesquisa com instituições da Argentina

Foram realizadas duas reuniões, em Buenos Aires e Mar Del Plata, para discutir a produção de patentes entre os países

O Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF) firmou uma parceria com instituições argentinas em visita realizada nesta semana a Buenos Aires e Mar Del Plata. O diretor do Centro, professor Elson Longo, acompanhado do pesquisador Alexandre Zirpoli Simões, da Universidade Estadual Paulista (UNESP), discutiu a transferência de tecnologia e produção de patentes multinacionais entre os países.

Na primeira reunião, que contou com representantes do Conselho Nacional de Investigações Científicas e Técnicas (CONICET) – principal órgão dedicado à promoção da ciência e da tecnologia na Argentina – foi firmado um acordo com o objetivo de produzir novos materiais em nanotecnologia para patenteamento e desenvolvimento da inovação.

Também foi realizada uma reunião com o vice-reitor da Universidade Nacional de Mar del Plata (UNMDP) , Raul Horácio Conde, e o secretário de ciência e tecnologia e coordenação, Manuel L. Gonzalez. Foram discutidas estratégias em pesquisa e inovação, visando também a produção de novos materiais com aplicações na indústria.

Participaram dos acordos os representantes Clara de Hertelendy (CONICET), Miguel Ponce (UNMDP), Ramiro Picasso (CONICET), Elson Longo (UNESP), Alexandre Zirpoli Simões (UNESP), Maria Celina Figueroa Gonzales (CONICET), Juan Carlos Soria (CONICET) e Fernando Gonzalez (CONICET). Já na segunda reunião, participaram Manuel Gonzalez, Alexandre Zirpoli Simões (UNESP), Celso Aldao (UNMDP), Elson Longo (UNESP), Miguel Ponce (UNMDP) e Raul Horácio (UNMDP).

“Por intermédio destes contatos a UNESP poderá participar ativamente do desenvolvimento de novas tecnologias tendo como parceiro os pesquisadores Argentinos”, afirmou Simões, que acompanhou o diretor do CDMF nos encontros.

Para o professor Elson Longo, o estreitamento das relações entre universidades latino-americanas pode ser um importante passo para o desenvolvimento tecnológico do país. “A internacionalização do processo de inovação possibilitará o desenvolvimento de novas tecnologias nas universidades, possibilitando a abertura de novos canais de interação para as empresas entre Brasil e Argentina”, disse.

Fernanda Vilela
Sobre Fernanda Vilela 49 Artigos
Assessora de Comunicação e Imprensa do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF).